Modalidades
Modalidades


Nacional SX: Basaúla reage

Partida

Pela terceira semana consecutiva os pilotos do campeonato nacional de Supercross estiveram em pista para cumprir aquela que foi a penúltima prova do campeonato nacional 2016. A pista de Lustosa, junto a Lousada, voltou a acolher a caravana e o público que numa quente noite de Sábado se deslocou ao traçado para assistir a mais um animado duelo pelas vitórias no campeonato.

Após as divisões das rondas anteriores, com vitórias de Hugo Basaúla e Paulo Alberto, o piloto de Leiria queria manter a liderança do campeonato naquela que foi a segunda visita do mesmo a este traçado, mas era mais do que esperada a reacção de Hugo Basaúla após a derrota na semana anterior.

(more…)

Nacional SX: Lousada acolhe terceira prova

Poster Horizontal Lousada SX2016 V1

Após duas fantásticas provas na abertura do campeonato nacional de Supercross, na Poutena e em Fafe, o campeonato tem continuidade já este Sábado com a terceira prova a realizar-se em Lustosa/Lousada. Com organização a cargo do Clube Motard de Felgueira em parceria com o Voltas e Rodas, a prova realiza-se no complexo Voltas e Rodas na Quinta da Azenha os pilotos irão enfrentar um traçado com 450 metros de extensão e uma largura mínima de seis metros.

Desportivamente o campeonato é liderado por Paulo Alberto, apostado em discutir o título neste ano de 2016, com uma diferença pontual de apenas seis pontos face ao campeão em título, Hugo Basaúla, eles que foram igualmente os dois vencedores até ao momento. Basaúla não teve uma noite feliz em Arões, junto à cidade de Fafe, mas a resposta é esperada e juntamente com estes dois também Joaquim Rodrigues e Sandro Peixe querem estar na luta pelas primeiras posições.

A prova de Lustosa/Lousada, será a terceira do calendário de 2016 e num traçado com bastante tradição na especialidade espera-se mais uma grande enchente de público desejoso de assistir ao vivo a mais um grande duelo pela primazia no Supercross nacional mas também às lutas entre os pilotos da duas classes Infantis, sempre motivo de atracção dentro do campeonato.

Horário

21h00: 1ª Meia Final Grupo A (8m +2v)
21h20: 1ª Meia Final Grupo B (8m +2v)
21h35: 1ª Final MINISX A (8 v)
21h50: 1ª Final MINISX B (8V)
22h10: SuperPole (voltas rápidas)
22h30: Super Repescagem (5m +2v)
22h45: Pedicross
23h00: 1ª Final SX Elite (12m + 2v)
23h30: 2ª Final MINISX A (8 v)
23h50: 2ª Final MINI SX B (8v)
00h10: 2ª Final Final SX Elite (12m + 2v)
00h35: Cerimónias de pódio

Bianchi Prata vence na Hungria

BianchiPrata

Pedro Bianchi Prata venceu, hoje, a terceira prova do Campeonato Europeu FIM de Bajas, a Baja Hungria, que teve lugar em Vezsprèm, Hungria. A prova foi composta por 4 provas especiais cronometradas num total superior a 700 quilómetros tendo Bianchi Prata vencido o prólogo e uma das três especiais de 148 quilómetros.

“Foi uma prova dura e muito técnica, a minha Honda esteve perfeita e foi fundamental para conseguir esta vitória. No primeiro dia cometi um erro e perdi mais de 10 minutos, na segunda especial tive de atacar muito e consegui recuperar e ganhar uma boa vantagem. No segundo dia joguei pelo seguro e não cometi erros o que me deu a vitória e uma boa vantagem no campeonato.”

A equipa não escondia o contentamento, como Pedro Bianchi Prata confirmou. “A vantagem no campeonato aumentou muito, pois dois adversários não participaram, o que nos deixa mais tranquilos para as duas últimas provas, Quero agradecer ao Pedro Oliveira pelo excelente trabalho na preparação da moto e ao Akos e ao meu tio Zé a ajuda na assistência e logística durante todo o fim-de-semana, quero dedicar esta vitoria á minha namoradam Laia Sanz, por todo o apoio e ajuda durante estes dois anos.”

O Team Bianchi Prata, nesta baja contou igualmente com Fabrizio Fasolini aos comandos de uma Honda CRF450x o piloto Italiano, classificou-se num excelente 3º lugar do Europeu de Bajas “Uma prova dura, mas treinei muito para conseguir estar mais rápido e conseguir um bom resultado, vou continuar a trabalhar para na próxima corrida manter este resultado, a moto esteve perfeita e toda a equipa também.”

A próxima prova de Pedro Bianchi Prata terá lugar na Grécia, Serres Rally, nos dias 27 de Agosto a 1 de Setembro.

Miguel Oliveira 14º na Áustria

Mig44

Miguel Oliveira cumpriu hoje a 10ª ronda do campeonato do mundo de MotoGP, na Áustria, onde terminou na 14º posição após estrondosa recuperação desde a última posição.

O piloto português partiu da 17ª posição da grelha de partida e na 2ª curva do traçado foi tocado por outro piloto que o relegou para a ultima posição. O jovem de Almada, que recuperou 14 lugares chegando a passar pela 12ª posição, viria a sofrer os mesmos problemas técnicos que não lhe permitiram melhorar a qualificação e acabou por terminar pontuando 2 pontos que lhe permitem liderar a tabela de pilotos estreantes do ano com quem compete com o irmão de Valentino Rossi, Luca Marini. Miguel Oliveira deixa o Red Bull Ring confiante para o próximo GP da Republica Checa e na esperança que estes problemas técnicos sejam resolvidos.

“Estou algo desapontado no final deste GP porque sinto que o resultado não corresponde à realidade. Trabalhámos bastante durante todo o fim-de-semana, sempre dentro do top 10, e apenas os problemas técnicos que tive no motor da moto não me permitiram melhor. A corrida até começou bem, mas na 2ª curva um outro piloto tocou-me e tive de ir para fora de pista e fiquei em último. A meio da corrida voltei a ter os mesmos problemas que sofri na qualificação e isso não me deixou lutar por melhores posições. Espero que o fornecedor de motores possa resolver o problema para a próxima corrida.”

A categoria de Moto2 é a única das três categorias que utiliza motor único, sendo alocados 6 motores por temporada a cada piloto sem possibilidade das equipas e mecânicos fazerem qualquer tipo de ajuste ou reparação, ficando esse encargo a cuidado da empresa fornecedora.

Nacional SX: Paulo Alberto assume liderança

Partida

Depois de Hugo Basaúla ter vencido na abertura do Nacional de SX 2016 na pista do Areeiro na Poutena, a segunda prova do campeonato nacional da especialidade, que levou os pilotos até Arões junto a Fafe trouxe um novo vencedor para a ribalta e uma reviravolta na classificação do campeonato.

Naquela que foi a 15ª visita do Supercross a esta localidade, Hugo Basaúla procurava manter a liderança do campeonato e dar continuidade às vitórias conseguidas na Bairrada no Sábado anterior. Mas o Minho não mostrou ser inspirador para o campeão em título e no final de uma noite em que não conseguiu sequer estar no pódio, fruto de maus arranques e mesmo quedas que o levaram a ser apenas sétimo na primeira final e terceiro na segunda, Hugo Basaúla perdeu a liderança do campeonato.

(more…)

FMP