Modalidades

 

Jogos Santa Casa: Patrocínio renovado até 2018

Os Jogos Santa Casa (JSC) renovaram o patrocínio com a Federação de Motociclismo de Portugal (FMP) até 2018. Esta parceria estabelece que os Jogos Santa Casa são o Patrocinador Oficial das Selecções Nacionais séniores e de duas provas internacionais: o Mundial de Enduro em Castelo Branco, e a Taça do Mundo de Bajas em Idanha-a-Nova.

Para além do patrocínio às Seleções Nacionais e às maiores provas dos calendários, os Jogos Santa Casa quiseram também apostar na prevenção rodoviária, promovendo iniciativas de sensibilização para as boas práticas de condução.

Neste âmbito estão previstas actividades dirigidas ao público interno e utentes da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), que visam o contacto e experimentação, assim como o aperfeiçoamento na condução de um motociclo. Estão ainda previstas acções de baptismo de pista em UTV para portadores de deficiência, cursos de condução defensiva e a participação de colaboradores da SCML no Portugal Lés-a-Lés (um evento de mototurismo, que promove o convívio e o conhecimento do nosso riquíssimo património paisagístico, histórico e cultural).

Maria João Matos, directora de Comunicação da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, mostrou-se satisfeita com a renovação desta “aliança” e afirma que “este foi um acordo natural, que vem reforçar a parceria que os Jogos Santa Casa têm, desde 2013, com a FMP e que decorre da política de patrocínios seguida nos últimos anos pelos Jogos Santa Casa, assente no apoio ao universo federativo e aos Comités Olímpico e Paralímpico”.

A directora de comunicação sublinha, ainda, que “os Jogos Santa Casa acreditam no sonho e apostam na vitória do talento nacional.” Recorda, também, que “actualmente apoiam 12 federações desportivas e que são a marca que mais apoia o desporto em Portugal.”

Nacional de Trial: Regresso a Trás-os-Montes

Em dia de muito calor o campeonato nacional de trial realizou mais uma das suas rondas 2017 no passado fim-de-semana, desta vez em Pombal de Ansiães no que foi igualmente um regresso a paragens de Trás-os-Montes, região com forte tradição na modalidade no nosso país.

Com o sempre apaixonado público transmontano a optar por paragens mais frescas a prova decorreu com menor moldura humana e ao longo das quatro voltas ao percurso – com oito zonas de obstáculos onde a pedra granítica e a terra obrigaram a precisão nas linhas escolhidas e acerto no dosear de acelerador – foram notadas as ausências de Rita Vieira, a participar na Baja de Aragão em Espanha, e de Martim Garcia, com não presença deste a facilitar a ascensão de um novo nome ao degrau mais alto do pódio da sua classe.

(mais…)

Esposende abriu trial urbano

 

TrialEsposende

No arranque da temporada de Trial Urbano a cidade de Esposende acolheu mais uma vez de forma calorosa os pilotos presentes na mesma. Com cinco zonas de obstáculos especialmente desenhadas para o efeito as primeiras quatro zonas mostraram-se acessíveis para os pilotos mas a quinta, construída com bobines de madeira, mostrou-se mais exigente do ponto de vista técnico.

(mais…)

Nacional Trial: Vieira venceu em Serpins

Elite

No dia seguinte a ter conquistado mais uma vitória no campeonato nacional de Super Enduro Diogo Vieira replicou o feito no campeonato nacional de Trial ao vencer a segunda ronda da época em Serpins.

Num dia muito quente e abafado as oito zonas de obstáculos desenhadas pela organização revelaram-se técnicas devido aos seus desníveis e pouca tracção e no final das quatro passagens pelas mesmas o campeão nacional assegurou mais um triunfo com quase metade das penalizações de Javier Piñero e Filipe Paiva, os dois que com ele estiveram no pódio.

Entre os Consagrados foi Manuel Teixeira o mais eficaz nas zonas de obstáculos, na frente de Rita Vieira e João Borges, cabendo a Mariana Afonso a vitória na Promoção, Paulo Ballas Júnior nos Iniciados e Miguel Garcia nos Infantis, os mais jovens integrados no projecto da Escola de Trial FMP que continua a apoiar e a promover a prática da modalidade entre os mais jovens.

(mais…)

Nacional de Trial: 33 pilotos no arranque de nova época

CN Trial 2017 - Padela

CN Trial 2017 – Padela

Começou ontem Padela junto a Viana do Castelo o campeonato nacional de trial 2017. Com 33 pilotos presentes, divididos pelas cinco categorias e ainda a classe Hobby, foi mesmo esta a que maior representação reuniu num dia onde todos enfrentaram um percurso com oito zonas de obstáculos que foi percorrido por quatro vezes.

Depois da chuva no dia anterior as condições meteorológicas mostraram maior simpatia no dia de ontem e dessa forma também o público compareceu em bom número para animar ainda mais os pilotos ao longo das zonas de obstáculos onde aa pedra granítica mostrou excelente tracção e tornou mesmo a dificuldade mais acessível para os pilotos melhor preparados.

Reflexo dessa relativa facilidade o facto do campeão nacional, Diogo Vieira, ter concluído as 32 zonas de obstáculos com apenas cinco pontos de penalização, perdendo apenas 1 ponto nas primeiras três passagens e dois no fecho de prova. O campeão nacional ultrapassou 27 zonas sem qualquer penalização e deixou o espanhol Javier Piñero em segundo com 22 pontos e Filipe Paiva no degrau mais baixo do pódio com 54 pontos de penalização.

Nos Consagrados venceu Manuel Teixeira depois de fazer uma prova quase perfeita – perdeu apenas 1 ponto na terceira volta – e com 31 zonas sem qualquer penalização deixou o segundo classificado, Bernardo Vots, a 13 pontos e Rita Vieira no degrau mais baixo do pódio com quatro pontos de diferença para Vots.

Vitórias igualmente na Promoção para Mariana Afonso, Paulo Ballas Júnior nos Iniciados e Miguel Garcia, sendo que nestas três categorias foram os pilotos da Escola de Trial da FMP a vencer e a preencher a lista de inscritos. Nota ainda de destaque para o facto de mais uma vez os pilotos das classes Iniciados e Infantis competirem em exclusivo com motos eléctricas.

(mais…)

Eleições 2017: Lista A com maioria

Realizou-se ontem o derradeiro acto das eleições para os Orgãos Sociais da Federação de Motociclismo de Portugal com vista ao período compreendido entre 2017 e 2020.

Com duas listas concorrentes, sendo uma liderada pelo actual presidente – Manuel Marinheiro (Lista A) e outra liderada por Jorge Morgado (Lista B), o acto eleitoral foi reservado aos 40 delegados anteriormente eleitos que ao longo da tarde se deslocaram à sede da FMP ou enviaram anteriormente o seu voto por correspondência.

No fecho das urnas e com os votos confirmados e contabilizados, a lista A venceu com um total de 34 votos para a Presidência, Direcção e Mesa de Assembleia Geral, com a lista B a recolher 3 votos sendo ainda considerado nulo um dos votos colocado nas urna. A lista A garantiu igualmente maioria absoluta nas restantes áreas sob votação: Conselho de Disciplina, Conselho de Arbitragem, Conselho de Justiça e Conselho Fiscal.

Desta forma a lista liderada por Manuel Marinheiro foi reconduzida para o seu segundo mandato de quatro anos na liderança da Federação de Motociclismo de Portugal.

FMP