Modalidades

 

Gala dos Campeões 2017: Noite de consagração no Estoril

Após um ano de 2017 onde se realizaram mais de uma centena de provas desportivas válidas para os diversos campeonatos nacionais de motociclismo onde participaram os mais de 1300 atletas com licença desportiva, a Federação de Motociclismo de Portugal juntou ontem no Salão Preto e Prata do Casino Estoril os campeões nacionais da época, marcas, patrocinadores, entidades oficiais e os membros das diversas comissões das modalidades.

(mais…)

Fausto Mota foi 43º no Dakar

Fausto

Numa edição negra para os pilotos lusos – Paulo Gonçalves e Mário Patrão não alinharam à partida e Joaquim Rodrigues Jr. abandonou logo no primeiro dia de competição, Fausto Mota foi o único luso a concluir a 40ª edição do Dakar em moto. Aos comandos de uma Yamaha o piloto de Marco de Canavezes terminou na 43ª posição, o seu melhor resultado de sempre, no final daquela que foi a sua terceira presença na prova sul-americana.

 

Motociclismo em destaque na 22ª Gala da Desporto

FotoGala

Realizou-se ontem no Casino Estoril mais uma Gala do Desporto promovida pela Confederação do Desporto de Portugal. Na sua 22ª edição a mesma decorreu no espaço nobre do emblemático casino onde foram conhecidos os vencedores das cinco categorias que premeiam os melhores dos melhores do desporto luso entre atletas e equipas sem esquecer os treinadores. Ao mesmo tempo são premiados aqueles que mais se destacaram a nível internacional com presença de destaque em campeonatos mundiais ou europeus e ainda os que se destacam pela contribuição para as modalidades que defendem, como dirigentes ou com responsabilidade no desenvolvimento das mesmas.

O motociclismo esteve novamente representado de forma notada e depois da devida e merecida homenagem a Armando Marques e também a Arnaldo Martins, o vencedor da Taça do Mundo de Bajas em Moto4, o momento alto da noite estava reservado para Miguel Oliveira que recebeu pela segunda vez o título de melhor atleta desportivo do ano, distinção que junta aquela que tinha já obtido em 2015, sendo esta a terceira vez que um piloto de motociclismo vence o prémio depois de Hélder Rodrigues ter sido o primeiro em 2011, ano em que foi também Campeão do Mundo Cross-Country e Rallyes.

Uma noite em cheio para os pilotos do motociclismo luso que pela terceira vez viu um dos ‘seus’ ser o melhor do ano na Gala do Desporto.

Portugueses no pódio na Africa Eco Race

Terminou hoje junto ao Lago Rosa em Dakar a 10ª edição da Africa Eco Race onde após duas semanas de competição os três portugueses que iniciaram a aventura ainda no final do passado ano junto ao Mónaco conseguiram atingir os seus objectivos, destacando-se a dupla Luis e Rui Oliveira que terminaram no segundo e terceiro lugares respectivamente.

Com uma dezena de etapas divididas de forma idêntica por Marrocos e Mauritânia a passagem pelos derradeiros 23 quilómetros com o Lago Rosa como pano de fundo não contou para a classificação final mas voltou a servir na perfeição para que Luis Oliveira vencesse mais uma especial naquela que foi a sua prova de estreia no que ás maratonas TT diz respeito.

Lado a lado com Rui Oliveira os dois pilotos estiveram sempre em luta pelas melhores posições ao longo da competição, com Rui Oliveira a recuperar na fase final o degrau mais baixo do pódio e Luis Oliveira a ser durante grande parte da dezena de etapas o único a conseguir incomodar o vencedor desta 10ª edição da prova desenhada por Réné Metge e Jean-Louis Schlesser.

João Rôlo não terminou a prova classificado – excesso de penalizações retirou-o da folha de classificação – mas levou a sua KTM até à capital do Senegal, concretizando o seu principal objectivo dez anos depois de ter sido um dos pilotos que viu o Dakar 2008 ser anulado a poucas horas do seu arranque em Lisboa.

 

Luis Oliveira vence na Africa Eco Race

Luis Oliveira venceu hoje pela primeira vez na Africa Eco Race. A sexta etapa da prova ligou Dakhla a Chami na Mauritânia e no final Luis Oliveira foi 2 minutos e 12 segundos mais rápido que o segundo. Rui Oliveira foi nono na especial e João Rolo o 21º. Na geral Luis Oliveira é segundo, Rui Oliveira terceiro e João Rôlo o 21º.

Protocolo FMP / Off Road Camp promove TT seguro

_NFL1073

Com reconhecimento a nível nacional e muitas dezenas de jovens pilotos a passarem pelas suas instalações o Off Road Camp Yamaha e a Federação de Motociclismo de Portugal assinaram no final do ano de 2017 um protocolo de parceria que visa não apenas promover a prática segura do motociclismo de competição ou lazer mas também captar jovens pilotos com potencial para enveredar por uma carreira desportiva.

No arranque deste ano de 2018 e depois de Pedro Barradas ter estado no curso de monitores promovido pela FMP e ministrado pela FIM Europe no final do passado mês de Dezembro, a escola com sede em Santiago do Cacém irá ter a presença de elementos da FMP nos seus Campos de Férias no Natal, Páscoa e Verão, com a entidade que gere o motociclismo português a ser responsável por ‘workshops’ direccionados à competição.

Ambas as partes irão igualmente partilhar esforços na divulgação das suas acções destinadas aos pilotos mais jovens nas mais diversas áreas do TT, desde o Enduro ao Trial sem esquecer o Trial.

Um protocolo bastante abrangente que é uma mais valia para a FMP que encontra na ORCY  mais um parceiro de excelência para promoveu o motociclismo de forma segura, seja na vertente desportiva como no lazer e que começou já em Dezembro com a presença de Rodrigo Castro, presidente da Comissão de Motocross da FMP no Campo de Férias de Natal, o primeiro em que a ORCY realizou já com o selo de aprovação da FMP.

FMP