Modalidades

 

Ricardo Carvalho repetiu vitória de 2016

Foi precisamente ás oito horas da manhã que foi dada ordem de partida para a edição 2017 da cada vez mais concorrida prova reservada aos SSV. Na grelha de partida com 39 veículos em pista era Bruno Martins o pole-position aos comandos do seu Rage Comet R depois de ontem ter conseguido assinar a volta mais rápida de sempre de um SSV aos 17 quilómetros do Terródromo no dia anterior.

No arranque para prova foi Vítor Santos, o segundo na grelha de partida, quem arrancou melhor face a Pedro Mendes que o acompanhou na performance inicial face a Bruno Martins que não só arrancou mal como foi forçado a uma paragem logo no final da primeira volta fruto de problemas no competitivo Rage.

(mais…)

Bruno Martins na pole das 3 Horas SSV

Foi com um tempo já bem abaixo dos dez minutos que Bruno Martins conseguiu a pole-position para as 3 Horas SSV Vila de Fronteira. Ao obter o recorde da pista, o Campeão Nacional de SSV não só garantiu o primeiro lugar da grelha, à semelhança do que tinha acontecido no ano passado, como deixou o segundo classificado, Pedro Santinho Mendes, a 7,093s. Vítor Santos, que esteve na liderança da sessão até quase ao fim do tempo definido, acabou na terceira posição, a 9,930s. O vencedor da corrida de três horas do ano passado, Ricardo Carvalho, fechou com a quarta marca do dia.

Ao volante de um Rage Comet R, Bruno Martins defendeu, desta forma, o estatuto de Campeão Nacional SSV alcançado na última Baja Portalegre 500 e procura o triunfo na grande festa de final de época que tem como ponto alto a prova que se realiza amanhã entre as oito e as 11 horas da manhã.

(mais…)

3 Horas TT Vila de Fronteira: Lista recorde a fechar ano

amb_2149

O interesse pelos SSV tem vindo a aumentar de forma significativa nos últimos tempos, e as 3 Horas SSV Vila de Fronteira não são exceção. A prova que serve de apoio às AFN 24 Horas TT Vila de Fronteira tem vindo a crescer e nesta sua sexta edição conta com um número de inscritos recorde.

Serão, nada mais, nada menos, que 43 formações à partida para a competição. Um crescimento exponencial em comparação com as 24 equipas que marcaram presença na edição do ano passado.

Mas não é tudo. A lista de inscritos conta com nomes conhecidos, como são os casos Ricardo Carvalho, vencedor do ano passado, Bruno Martins, que se sagrou Campeão Nacional da categoria com o 3º lugar conquistado na recente Baja Portalegre 500, Rui Serpa e António Ferreira, vencedores da prova em 2015, ou António Coimbra e Miguel Barbosa, vencedores das 24 Horas TT Vila de Fronteira de 2013. A estes juntam-se ainda duas duplas de pai e filho com pergaminhos na competição: João e Jorge Monteiro, segundos classificados no ano passado, e Pedro Baiona, que vai correr ao lado do vencedor da primeira edição da Baja Portalegre, António Baiona.

Vindos da velocidade, Lourenço Beirão da Veiga, que faz equipa com Luís Silva, e Miguel Oliveira, que vai trocar as duas pelas quatro rodas para se estrear no todo-o-terreno em tripla com Pedro Ferreira e Filipe Campos.

Maio imperial em Portalegre

São seis vitórias na Baja Portalegre 500. Um feito só alcançado por dois outros grandes campeões do TT em Portugal, Mário Patrão e Roberto Borrego. António Maio voltou a escrever uma página de ouro na sua carreira. O piloto da Yamaha venceu a clássica alentejana e sagrou-se, de novo, campeão nacional absoluto.

Foram dois dias em que o capitão da Guarda Nacional Republicana esteve irrepreensível. António Maio começou por estabelecer a melhor marca logo no prólogo, repetindo o feito no segundo sector selectivo. Apesar disso, o piloto da WR não podia dormir descansado pois Luís Oliveira, em Honda, estava em Portalegre para discutir o terceiro triunfo consecutivo. No final do primeiro dia, era segundo a menos de 14 segundos.

(mais…)

Capitão Maio com rédea curta em Portalegre


Num dia de intenso calor e com o pó a ser igualmente adversário de todos os pilotos presentes na Baja de Portalgre o capitão da Guarda Nacional Républicana assegurou o comando da prova de final de época com escassos 14 segundos de vantagem sobre Luis Oliveira, que mantem o rival alentejano sobre pressão.

O campeão nacional de todo-o-terreno, António Maio, foi o mais forte no primeiro dia de competição na 31ª Baja Portalegre 500. Na luta pelo título, o piloto da Yamaha estabeleceu os tempos mais rápidos no prólogo e no segundo sector selectivo para liderar a classificação geral. Contudo, apesar da prova só terminar amanhã, assegurou, desde já, a conquista de novo campeonato da especialidade em termos absolutos e da classe, feito alcançado em virtude da queda de Sebastian Buhler, o outro candidato à vitória na competição, no SS2 que ditou o seu abandono.

(mais…)

Baja de Portalegre: Decisões no Alentejo

Em trinta anos de história da Baja de Portalegre apenas três pilotos conseguiram vencer a mesma por três vezes consecutivas, com a tripla mais recente a ser alcançada por António Maio, entre os anos de 2010 e 2012. Nesta reduzida lista estão igualmente os nomes de Mário Patrão, com três sucessos consecutivos entre 2004 e 2006, e também António Lopes, que subiu ao degrau mais alto do pódio de 1990 a 1992.

Nestas três décadas de história da mais importante prova do TT português foram 15 os pilotos que colocaram o seu nome na lista de vencedores e entre eles apenas dois estrangeiros, Richard Sainct e Alain Perez, que venceram nas pistas alentejanas em 1995 e 1996. Em 2017 Luís Oliveira – que venceu as duas últimas edições – irá procurar tornar-se no quarto piloto a conseguir três vitórias consecutivas. E depois de recentemente ter conquistado o título brasileiro de Enduro, o piloto de Belas procurará igualmente oferecer de novo a primeira posição aos japoneses da Honda, que não vence em Portalegre desde 2001, quando Paulo Gonçalves colocou o seu nome na lista de vencedores da prova organizada pelo ACP.

(mais…)

FMP