Super Enduro – Moto Espinha 2018: Novo ano começa no Sábado

SuperEnduro

Com organização a cargo do Clube Trilho Aventura o campeonato nacional de Super Enduro – Moto Espinha começa no próximo Sábado – 21 de Julho – com a realização da primeira das quatro provas do calendário. Castanheira de Pêra volta a estar no caminho dos títulos da especialidade e num traçado especialmente criado para o efeito junto ao Edificio Prazilândia na entrada da localidade começam as lutas pelas primeiras posições nas duas classes desta espectacular especialidade do Enduro.

A pista terá um total que rondará os 400 metros de extensão, com cerca de 4 metros de largura e será nesse mesmo traçado que os pilotos irão discutir os primeiros pontos do ano, com 3 finais para cada categoria como define o regulamento da modalidade.

Depois de uma tarde reservada a verificações e primeiros treinos, a prova realizará os treinos cronometrados para todas as classes a partir das 18 horas e 30 minutos, seguindo-se todo o restante programa até aos primeiros minutos de Domingo quando se realizar a cerimónia de pódio. Um arranque de Super Enduro que vai igualmente passar por Fafe e Mação no mês de Agosto, terminando no final de Setembro com a ronda final em Vila Boa de Quires.

Please follow and like us:

Super Enduro – Moto Espinha: Oliveira e Vieira discutem título

SEnduro1

Com duas provas já realizadas o campeonato nacional Super Enduro – Moto Espinha tem no duelo entre Luis Oliveira e Diogo Vieira ponto alto de interesse. Concluído o campeonato de Enduro as quatro provas do Super Enduro – Moto Espinha animam as noites de Verão em várias localidades e depois de duas excelentes provas realizadas em Castanheira de Pêra e Fafe, e face aos dois magros pontos que separam ambos os pilotos, esperam-se mais duas fantásticas rondas em Mação e Vila Boa de Quires.

Gonçalo Reis é o terceiro classificado no campeonato e com 100 pontos somados está a 13 de Oliveira e com 31 de vantagem sobre Joel Vieira pode mesmo pensar apenas na recuperação pontual para os dois rivais da frente, gerindo a contenda com o quarto classificado que terá certamente trabalho árduo para defender três pontos de vantagem sobre Paulo Esteves.

Se a luta na Prestige é intensa, na Open não o e mesnos e os seis pontos que separam os três primeiros deixam a ainda por cumprir seis mangas com muito para dar. Diogo Parente está na frente de Filipe Oliveira com apenas três pontos de diferença muito graças ao abandono de Oliveira na derradeira manga de Fafe onde ao ‘ficar em branco’ permitiu a recuperação do novo líder do campeonato, situação que também foi aproveitada por Manuel Moura para estar a apenas seis pontos do topo da classificação e três pontos do segundo lugar.

Emanuel Costa é o quarto na classificação com 63 pontos, a 26 pontos do degrau mais baixo do pódio, tendo o mesmo número de pontos que David Pinto, quinto classificado.

Em 2018 pontuaram já 15 pilotos na Prestige, a categoria rainha da modalidade e 21 pilotos na Open. A próxima ronda do campeonato será no dia 25 de Agosto em Mação.

Please follow and like us:
FMP