Modalidades

 

Jorge Viegas eleito Presidente da FIM

Jorge Viegas é o novo Presidente da Federação Internacional de Motociclismo depois de ter recebido 79 votos em 101 possíveis na assembleia geral anual da FIM que se está a realizar em Andorra.

Com uma longa ligação ao orgão máximo do motociclismo mundial, Jorge Vegas desempenhou vários cargos na instituição tendo sido Presidente da Comissão de Promoção da FIM em 1992 antes de assumir a vice-presidência da mesma em vários períodos entre 1996 e 2014. Foi igualmente em vários momentos membro direcção e na actualidade é um dos membros do TAD (Tribunal Arbitral do Desporto) em Portugal bem como membro do Comité Olimpico de Portugal.

“É uma honra ser eleito Presidente da FIM. É fantástico poder ver que a minha paixão pelo motociclismo me levou a um cargo que me permitirá criar um impacto positivo no desporto. Passei muitos anos trabalhando com e para a FIM e estou certo que teremos em conjunto um futuro bilhante.

Natural de Faro, com um mestrado em Economia (Relações Internacionais) Jorge Viegas iniciou a sua relação com as duas todas quando foi piloto de motocross em 1974, antes de trocar de especialidade e se tornar piloto de velocidade, competindo em alguns GP’s de 250cc e nas 24 Horas de Le Mans. Depois de alguns anos como jornalista foi um dos fundadores da FNM/FMP e o seu primeiro presidente em 1990, tendo sido igualmente presidente do Circuito do Estoril depois de nomeado pelo governo de Portugal para desempenhar o cargo. Jorge Viegas sucede ao venezuelano Vito Ippolito  para ser o 13º presidente da instituição máxima do motociclismo mundial.

Jorge Viegas será o próximo presidente da FIM

xkvwoeq3oifxscsnhknagmwtha2

Depois de Wolfgang Srb ter anunciado a sua desistência como candidato à presidência da Federação Internacional de Motociclismo e também à sua posição como Presidente da FIM Europa Jorge Viegas irá ser eleito como o próximo presidente do orgão máximo do motociclismo mundial. Actual membro do Conselho da Direcção da FIM (desde 2016), Jorge Viegas irá ser eleito no próximo dia 1 em Andorra e aos 61 anos assumirá o lugar de Vito Ippolito, o actual presidente da instituição máxima do motociclismo mundial.

A Federação de Motociclismo de Portugal, o seu presidente, Manuel Marinheiro, a direcção e todos os elementos da sua estrutura congratulam-se por mais este triunfo de Jorge Viegas e também do motociclismo português que terá nos seus próximos quatro anos liderança portuguesa pela primeira vez na sua história.

João Vale campeão espanhol Quadcross

A localidade de San Esteban de Gormaz recebeu este fim‑de‑semana  a quarta e última corrida do campeonato nacional espanhol de Quad Cross.

Com organização a cargo do Moto Club Lairon esta quarta paragem do campeonato consagrou os campeões de uma modalidade que voltou a ter campeonato no país vizinho e invicto desde o arranque da época o português João Vale necessitava apenas de 22 pontos para se sagrar campeão e assim foi.

(mais…)

João Vale luta título espanhol QX

 

Com 26 pontos de vantagem face ao segundo classificadoo luso João Vale discute no próximo Domingo, dia 4 de Novembro, o título espanhol de Quadcross. A localidade de San Esteban de Gormaz em Soria recebe o quarto e derradeiro duelo do ano no qual o piloto de Santo Tirso tenciona manter a sua invencibilidade no referido campeonato, onde ainda não perdeu nenhum das seis mangas realizadas.

Depois de Portugal e Itália também Espanha pode ser conquistada pelo talentoso João Vale, que fez neste mesmo ano de 2018 a sua estreia na Baja de Portalegre, prova integrada no Nacional TT que se realizou na passada semana e onde Vale foi 11º classificado após os dois dias de competição.

2017 foi ano de crescimento

AG

No fecho de mais um ano a sede da Federação de Motociclismo de Portugal recebeu no passado Sábado a Assembleia Geral Ordinária da instituição onde foram divulgados os planos de actividades para o próximo ano nas diversas áreas de intervenção da FMP em conjunto com a aprovação do orçamento para o ano de 2018.

Mais uma vez foram os delegados a exercer o seu direito de voto tendo comparecido ao acto 15 dos 40 representantes, dois deles via video-conferência, aos quais se juntaram 13 clubes.

(mais…)

FMP