Fecho com chave de ouro em jornada memorável

Foi, para muitos experientes motociclistas, uma das mais espectaculares etapas do Portugal de Lés-a-Lés ao longo dos seus 20 anos de existência. Jornada memorável onde tudo se conjugou em prol de uma perfeição mototurística que deixa fortes memórias para toda a vida. Em dia excelente para a prática da modalidade, ligação fabulosa entre Lamego e Felgueiras encerrou, assim, com chave de ouro a edição comemorativa do 20º aniversário da grande aventura organizada pela Federação de Motociclismo de Portugal, com etapa, a 3ª, que foi verdadeiro regalo para os sentidos. Das deslumbrantes visões do Douro vinhateiro ao paladar das deliciosas cerejas de Resende, do olfato serrano do Marão ao excelente ‘tacto’ do asfalto no Alvão, ou na audição do silêncio à passagem pelas serranias do Barroso. Bom, na verdade o silêncio foi apenas antes da passagem da caravana de todos os superlativos. Porque aí a animação tomava conta do ambiente, despertando aldeias de prolongada letargia, animando de forma sincera e sentida quem poucos motivos descobre para sorrir num dia-a-dia de agruras e dureza.

(mais…)

Caravana em festa de Portalegre a Lamego

No programa nada menos que 392 quilómetros ao longo de 12 horas, com promessas de muitas paisagens serranas e estradinhas ‘trabalhosas’, de exigência recompensada com vistas únicas. Etapa longa e variada, a 2ª do 20º Portugal de Lés-a-Lés, que obrigou os primeiros dos mais de 2100 participantes a arrancar ainda noite escura do centro de Portalegre, pelas 5.30 horas. Com início por deliciosas estradinhas, sem a amplitude cénica das enormes planícies alentejanas é certo, mas entre centenários carvalhais e muros de pedra, como que a preparar a caravana para o que que aí vinha. Trajeto simples, em jeito de leve introdução, que a Comissão de Mototurismo da Federação de Motociclismo de Portugal gizou até Amieira do Tejo, para a primeira paragem do dia. Onde o bolo de canela e o café caseiro, simpatia da Junta de Freguesia, fizeram as delícias dos participantes em pleno castelo, de portas abertas pela Câmara Municipal de Nisa. Naquele que foi também o primeiro controlo secreto do dia, tempo para muitas fotografias às formosas ‘princesas’ do Moto Clube do Porto, de imediato colocadas no Instagram, Facebook e outras redes sociais, aproveitando o wi-fi disponibilizado no Oásis da Brisa. E, sem mais portagens, seguiu a caravana debaixo de tempo agradavelmente fresco, atravessando rios e ribeiros através de obras monumentais, fazendo mesmo um pequeno desvio por pisos de terra, apenas para utilizar a ponte romana de Albarrol, sobre a ribeira de Figueiró, que de romana tem a lenda da fundação, datando a sua construção da época medieval. Bem mais tarde foram feitas as barragens do Fratel, sobre o Tejo, e de Pracana, que represa o rio Ocreza.

(mais…)

Segundas rondas em Poiares

Uma semana depois do Kartódromo do Oeste ter recebido a segunda prova da Classe 1 do Velocidade 2020, a categoria maior da iniciativa – reservada ás MIR 220 – ruma no próximo Domingo ao Kartódromo de Poiares para lado a lado com o Nacional de Supermoto cumprir a sua segunda ronda do ano.
Segunda prova para ambas as competições a mesma será organizada pela Associação Clube Moto Galos de Barcelos levando aos 1210 metros da pista beirã um programa com oito corridas onde as elegíveis para o Nacional Supermoto serão as principais a fechar o programa das duas rondas de mangas a realizar pelas classes em pista e onde se incluem igualmente as MiniGP e MiniMotard.
Depois de Almeirim o campeonato nacional Supermoto cumpre aqui a sua segunda etapa do ano e será o campeão em título, Nuno Rego, a defender a invencibilidade da prova inaugural face a Luis Ferreira e Ricardo Silva.

(mais…)

De Faro a Portalegre numa toada de sensações

Da serra algarvia à planície alentejana. Da frescura matinal ao calor vespertino. Da imponência do Pulo do Lobo ao banho de multidão em Portalegre. Sensações diversas ao longo dos mais de 430 quilómetros da primeira etapa do 20º Portugal de Lés-a-Lés, com ligação entre Faro e Portalegre de paisagem tão heterogénea quanto cativante. A começar pela Estrada Património N2, cujos quilómetros iniciais ‘tiraram’ a caravana de Faro rumo à serra algarvia, com continuidade através das não menos deliciosas curvas da N124, rebatizada como Estrada Helena Costa, evocando a curvilínea sensualidade da actriz que começou em Morangos com Açúcar, que participa na Herdeira, telenovela em exibição na TVI e que, uma vez mais, marca presença no Lés-a-Lés.

(mais…)

Turistas num Algarve muito diferente

 

Dia intenso e muito festivo, com calor humano que fez o sol esconder-se por timidez e reencontros esfusiantes, marcou o arranque do 20º Portugal de Lés-a-Lés, edição de todos os recordes do evento levado a cabo, ano após ano pela Federação de Motociclismo de Portugal com imprescindível apoio de muitos moto clubes associados, autarquias, freguesias e empresas. Fonte de enorme animação, com um colorido único, os mais de 2000 motociclistas em 1800 motos tornaram Faro, uma vez mais, na capital do motociclismo nacional, com a presença nas verificações técnicas e documentais no Largo de S. Francisco, antes da partida para o simpático e relaxado Passeio de Abertura. Confirmado o bom estado dos pneus, luzes e alguns importantes órgãos mecânicos – a segurança sempre em primeiro lugar! – tempo para os primeiros 65 quilómetros de descoberta, com partida e chegada ao palanque instalado no Jardim Manuel Bívar, bem no coração da urbe farense.

(mais…)

Estreia de Sérgio em Fernão Joanes

Em fim‑de‑semana de muita acção e corridas no Crossódromo das Lajes em Fernão Joanes, uma das notas de destaque foi a estreia de André Sérgio a vencer na classe MX2, tornando-se no 29º piloto a vencer na classe em provas sob a égide da Federação de Motociclismo de Portugal.

Com os campeonatos europeus 65 e 85cc igualmente em pista o circuito junto à cidade da Guarda acolheu igualmente pela oitava vez na sua história uma prova pontuável para o campeonato nacional. Luis Correia chegou aqui na frente da classificação geral em MX1 e Elite, mas nota de destaque era a ausência de Diogo Graça, que se lesionou na semana a anterior quando treinava e deixava caminho livre aos adversários – liderados por Luis Outeiro – para recuperaram terreno no campeonato, notando-se igualmente o regresso de Hugo Basaula para dar mais réplica a Correia pois Paulo Alberto esteva mais uma vez fora de portas ao enfrentar uma das rondas do campeonato espanhol integrado na equipa de Javier Garcia Vico.

(mais…)

FMP