Mata do Bussaco, espumante, leitão e borga! Muita brincadeira e gargalhadas vividas na Bairrada, foi o que 75 participantes do Minho ao Algarve trouxeram do bom 9º Moto-Rali Turístico do Góis Moto Clube, terceiro passeio do 22º Troféu Nacional de Moto-ralis Turísticos BMW/Dunlop da FMP, saboreado no primeiro fim de semana do verão 2018, mais precisamente a 23 e 24 de junho.

A esforçada equipa do Góis MC – nunca tínhamos visto uma organizadora de bebé de semanas nos braços – prometeu dois dias muito bairradinos e cumpriu. As motos aumentaram de 30 em 2017 para 47 este ano, com destaque para a grande comitiva do MC Albufeira, e na sexta à noite já a animação era muita no Luso, termas que serviram de quartel general ao evento. Mas onde não se provou assim tanto a água da Menina Pureza…

Com início e fim entre dois patrocinadores do Góis MC, por sinal produtores de bens essenciais a nós, motociclistas, os combustíveis Alves Bandeira e os capacetes Nau, rolamos 150 quilómetros por quelhos, ruelas, estradinhas e mais cangostas da Mealhada a Sangalhos, da Pampilhosa à Anadia. Poucas vezes se acelerou a mais e 70 km/h, tal o rebuscado do percurso que exigiu 34 páginas de road-book. E mais uns quilómetros a pé na fantástica Mata do Bussaco, onde já Saramago aconselhava a nos perdermos nos seus trilhos.

Entre tentilhões, salamandras, cedros e bordos seculares, fontes, vias sacras, conventos e palácios, grande parte da manhã de sábado foi vivida nestes murados 105 hectares que por si só merecem exclusividade num moto-rali. Até o Papa Urbano VIII, em 1643, excomungava quem lá cortasse uma árvore! E acreditem que na altura ainda não havia eucaliptos em Portugal.

A frescura da mata combatia o calor de sábado e a passeata lá continuou pela história militar, heróica e de boas recordações por aquelas paragens, de resistência às tropas napoleónicas. O Museu Militar e jogos com canhões seguiram-se no roteiro. Ninguém explodiu, almoçou-se ao ar livre no Parque de Merendas do Lograssol (felizmente à lograsombra) conheceu-se a vetusta povoação da Vacariça – há documentos que a referem já há mais de 1000 anos e habitada por monges há mais de 1500 (!) – e refrescamo-nos por dentro nas margens do lago do Parque Termal da Curia. Que nostalgia… Sentimento generalizado entre estes edifícios termais, quer da Curia, como do Luso e Bussaco, dos hotéis aos chalés, dos palacetes aos bons parques arbóreos. E já agora, Buçaco ou Bussaco? Esta última forma está de novo a vir ao de cima por causa da net. É que um estrangeiro não tem cedilha no computador e o Google manda-o para outras paragens…

A meio da tarde, os motociclistas não tinham mais pachorra para visitas guiadas. Queriam era combater a caloraça na piscina do Inatel. E depois da galhofa bem magicada nas bicas do Luso, lá foi tudo mostrar as misérias dentro de água, com espontânea aula de zumba, tentativas de afogamento e sunset party oferecida pelos cada vez mais dinâmicos Conquistadores de Guimarães. Estão imparáveis!

A noite foi salva pelo Jorge Xuxuline que esticou a palhaçada do jantar até à festa de S. João no centro da vila. Há uma primeira vez para tudo, até para se ser toureado por uma velhinha…

Achávamos que já tínhamos visto tudo. Só faltava o porco a andar de bicicleta. No programa do passeio, ele andava de moto. Nós temperamo-lo  e cozemos-lhe a barriga. Nos moto-ralis faz-se de tudo. Até conduzir uma moto. Enrolhamos garrafas de espumante na surpreendente Quinta do Encontro, atirou-se pão para a cesta e pedalou-se na gincana da Nau, antes de se testemunhar testes de resistência aos capacetes, dentro da fábrica.

Mas não! Ainda não tínhamos visto tudo. Em Mogofores, diante da sua casa, o José Cid, veio à rua, nu, só com o disco de ouro a tapar as vergonhas…

O bom fim de semana estava quase passado. O almoço final, regado a mais espumante para empurrar o leitão, vitoriou a Milai e Pedro Morais, dos Motards do Ocidente, regressados às vitórias, neste caso dos mais atentos às dezenas de questões e surpresas bairradinas, seguidos dos jovens João Ratão e Alice Carochinha do MC Albufeira e dos Conquistadores Júlia e Zé Augusto, desempatados à tangente. Parabéns!

Esta tonificante e cultural – mas que também sai do corpo – forma de conhecer o nosso pais continua após o Verão, a 15 e 16 de setembro, em Paredes de Coura. Serão os minhotos Moto Galos de Barcelos a fazer as honras da casa.

Mas como ainda falta muito, vamos recordar e brindar a este giro  com os nossos amigos de Góis, na sua 25ª concentração de 15 a 19 de Agosto!

 

Please follow and like us:
Os moto-ralis turísticos foram a termas
FMP