DSC_9780

O 8º Moto-Rali Turístico do Góis Moto Clube, 4ª jornada do 21º Troféu Nacional de Moto-Ralis Turísticos BMW/Dunlop da FMP-2017, levou a entusiástica caravana composta por 31 equipas, 30 motos e 46 participantes, no passado fim-de-semana de 02 e 03 de Setembro, a descobrir os encantos do concelho e serra da Lousã!

Depois da azáfama na organização do seu grande convívio anual de motos, o Góis Moto Clube voltou a proporcionar aos mototuristas que participaram no seu moto-rali, excelentes e inesquecíveis momentos que tão bem caracterizam estes fantásticos passeios mototurísticos, sempre a não perder!\

Como habitualmente acontece para quem vem na véspera, o ambiente é de grande confraternização, preparando assim da melhor maneira, mais uma jornada de grande convívio e amizade.

Com muito sol desta vez e excelentes temperaturas, a recepção aos participantes foi na aprazível Quinta do Meiral, onde se produz o tão bem conhecido por cá e além-fronteiras Licor Beirão. Em caravana seguiu-se depois para a Lousãtextil, para a visita a esta unidade de produção dos não menos conhecidos bordados, com a produção a laborar de propósito para os mototuristas! Após uma, imagine-se, saborosa “paelha” como pequeno-almoço, era dado o início à primeira etapa. Que bem soube!

Após passagem pelo centro histórico da Lousã, a caravana rumou à serra, onde se encontram verdadeiras maravilhas para conhecer e apreciar, como o Castelo de Arouce(Lousã), altaneiro à praia fluvial e Ermidas da Senhora da Piedade. Tempo para a primeira das várias fotos sobre o tema “Isto é Lousã” em diversos locais de grande interesse paisagístico, promovidos pela autarquia local e as primeiras das bem elaboradas perguntas do dia.

Na interessante aldeia do xisto Candal, o primeiro jogo a testar a calma dos participantes, afinal por estas terras “Tá-se bem!”.

Reza a lenda que a Ti Joaquina, ajudava os camponeses, reconfortando-os com café ou sopa e a sua lareira. À porta daquela que foi a sua casa, também uma saborosa sopa, aconchegou os estômagos antes da subida aos 1204 metros de altitude de Trevim, com vista fantástica e Santo António das Neves de onde provinha a neve que depois de bem guardada era transportada para Lisboa e fazia as delícias da Casa Real e dos lisboetas, depois do gelo ser transformado em gelados. Por lá se fez um jogo alusivo ao tema.

A seguir ao almoço “volante” servido nas instalações da Land Lousã, por espectacular percurso a fazer lembrar as boas curvas de alta montanha, a caravana seguiu para a bem conservada e emblemática aldeia do xisto Talasnal, com direito a café num dos fantásticos e típicos bares da aldeia que merece uma pormenorizada visita. Que maravilha!

Mais uma aldeia do xisto o Chiqueiro, com jogo alusivo às campainhas dos rebanhos e paragem no Terreiro das Bruxas. Lá encontrámos uma endiabrada bruxa que trocou as voltas à bicicleta que deu trabalho a quem se atreveu a dar uma volta nela. As visitas aos interessantes museus Etnográfico Dr Louzã Henriques e Museu Municipal Prof. Álvaro Viana de Lemos, encerraram o segundo sector.

A caravana ficou muito bem instalada no Palácio da Lousã, o primeiro Boutique Hotel do país, edifício brasonado do séc.XVIII, com direito a ir a banhos e muita galhofa, antes do jantar num dos restaurantes da vila, onde se deu a conhecer os mais regulares do primeiro dia e se sortearam diversos artigos, com a habitual boa disposição. A noite continuou pelos bares!

Partindo da Câmara Municipal da Lousã para a segunda etapa, os mototuristas começaram por contar os azulejos provenientes das Caldas da Rainha, alusivos ao quotidiano das gentes da Lousã. Junto ao Lagar Mirita Sales/Museu da Doçaria, mais um divertido jogo a por à prova os dotes culinários dos participantes com os ovos e a touca trazidos de casa.

Por trajecto fora-de-estrada chegou-se a Foz de Arouce, para “combater” os franceses! A Junta de Freguesia ofereceu o “mata-bicho”. Obrigado!

De volta à estrada, passagem pela bela praia fluvial da Bogueira no rio Ceira em Casal de Ermio, depois da interessante visita à Casa da Eira, onde se pôde aprender mais sobre a produção do mel e as suas propriedades terapêuticas.

O ancestral Jogo do Beto que começa agora a ser revitalizado, puxou pela habilidade dos mototuristas, antes da chegada à Praia Fluvial Srª da Graça de bandeira azul, a dar vontade duns bons mergulhos, onde se deu por terminado o moto-rali e se tirou o retrato de grupo.

Após o animado almoço de encerramento servido pela Junta de Freguesia de Serpins nas instalações do Rancho Folclórico Flores de Serpins e depois do sorteio dos vouchers da BMW, ficou-se a saber quem foram os mais regulares, vencedores desta 4ª jornada do troféu. Em primeiro lugar ficou o Vitor Olivença do Moto Clube de Albufeira, seguido do João Correia e da Rita Martins do Góis Moto Clube e a encerrar o “pódio” o João e a Carla Krull do Moto Clube de Albufeira.

Está de parabéns o Góis Moto Clube pelo excelente fim-de-semana mototurístico proporcionado, por uma região que merece ser visitada e apreciada!

O Góis Moto Clube agradece o apoio das seguintes entidades: Câmaras Municipais da Lousã e Góis, Junta de Freguesia de Foz de Arouce e Casal de Ermio, Licor Beirão, Lousãtextil, Nau e Alves Bandeira.

 

A 5ª jornada do 21º Troféu Nacional de Moto-ralis Turísticos BMW/Dunlop da FMP-2017, segue já nos próximos dias 16 e 17 de Setembro, organizada pelos Moto Galos, sob o lema “Havemos de ir a Viana”, na admirável região de Viana do Castelo. Até lá e boas curvas!

Álbum de fotos:

1º Dia https://photos.app.goo.gl/hhSok1rtYPcVi26D2

2º Dia https://photos.app.goo.gl/l2U86HEJrYO4ADqP2

Please follow and like us:
Mototurismo beirão, pelos encantos da Lousã
Tagged on:     
FMP