DSC_7946

Na quarta jornada dos International Six Days 2017 a chuva chegou a Brive-La-Gaillarde durante a noite e tornou os cerca de 250 quilómetros do novo percurso e as suas especiais mais escorregadias, com as mesmas a secarem ao longo do dia depois da manhã ter presenteado os sobreviventes com temperaturas mais amenas e a ausência do pó que tantas dificuldades tem causado aos pilotos.

Nas contas globais as três selecções nacionais mantiveram as suas posições sendo que a equipa sénior manteve a quarta posição com os cinco minutos de vantagem para os quintos, os britânicos. Neste quarto dia Luis Oliveira foi o melhor representante luso numa ronda onde Diogo Ventura sentiu mais dificuldades com as especiais mais escorregadias. Gonçalo Reis trocou de suspensão na sua moto e esteve mais à vontade e João Vivas manteve o ritmo que evidencia desde o dia de arranque da prova, com os lusos a ocuparem uma posição de destaque que os faz sonhar com um bom resultado final antes do penúltimo dia de competição.

Os juniores resistem ás dificuldades da prova – Tomás Clemente está a fazer a sua segunda participação nos ISDE e Manuel Teixeira é estreante – e seguram a 13ª posição, com as senhoras a mostrarem toda a sua garra na sétima posição para serem mesmo a grande surpresa entre os portugueses. Rita Vieira, Bruna Antunes e Flávia Rolo evidenciam no corpo a dureza da prova – especialmente com as bolhas nas mãos – e os restantes pilotos lusos não têm negado elogios e admiração pelo feito do aguerrido trio que continua em prova.

Amanhã os sobreviventes destes ISDE em Brive-La-Gaillarde vão enfrentar novamente o percurso de hoje com um total de 223 quilómetros no vale de Vézère. Será o derradeiro dia a ‘sério’ antes da especial final que encerrará a prova no próximo Sábado. Será o dia do tudo ou nada para os lusos que têm como melhor resultado na história das suas participação o quarto posto obtido em 1999 quando a prova se realizou pela primeira vez no nosso país.

CLASSIFICAÇÕES APÓS DIA 4

WORLD TROPHY
1º França com 9h48m14.29s
2º Austrália a 7m00.76s
3º Finlândia a 8m34.81s
4º Portugal a 20m50.12s
5º Inglaterra a 25m47.62s

JUNIOR TROPHY
1º França com 7h30m16.44s
2º Itália a 44.73s
3º Estados-Unidos a 1m59.56s
4º Inglaterra a 5m02.59s
5º Chile a 8m27.38s
13º Portugal a 7h44m06.64s

WOMEN TROPHY
1º Austrália com 5h27m11.65s
2º Estados-Unidos a 7m15.73s
3º França a 18m56.16s
4º Suécia a 27m28.54s
5º Itália a 37m18.51s
7º Portugal a 1h15m44.66s

INDIVIDUAL
1º Josep Garcia – Espanha com 2h25m58.88s
2º Taylor Robert – EUA a 8.40s
3º Loic Larrieu – França a 20.63s
4º Jeremy Tarroux – França a 25.77s
5º Daniel Milner- Austrália a 27.46s
25º Diogo Ventura a 4m16.17s
28º Luis Oliveira a 4m28.74s
46º João Vivas a 7m16.29s
56º Gonçalo Reis a 9m07.69s
88º Tomás Clemente a 19m25.00s
90º Manuel Teixeira a 20m27.13s

SENHORAS
1ª Laia Sanz – Espanha com 2h39m47.27s
2ª Tayla Jones – Austrália a 39.72s
3ª Brandy Richards – EUA a 6m00.51s
4ª Jessica Gardiner – Austrália a 6m57.39s
5ª Kacy Martinez – EUA a 10m33.54s
16ª Rita Vieira a 34m10.86s
18ª Bruna Antunes a 49m10.91s
21ª Flávia Rolo a 1h15m50.50s

Please follow and like us:
ISDE 2017: Portugueses seguram posições em dia de chuva
FMP