155A3508

No arranque do FIM CEV 2018, campeonato de acesso ao MotoGP que nesta época realizou a sua prova de abertura no Circuito do Estoril, foram três os pilotos portugueses que marcaram presença em pista. Apoiados pela Federação de Motociclismo de Portugal, Pedro Frangoso e Francisco ‘Kiko’ Maria estiveram presentes no competitivo European Talent Cup, com mais de meia centenas de epilotos a discutir os 44 lugares na grelha de partida, aos quais se juntou Ivo Lopes aos comandos da Yamaha R6 com que vai estar no campeonato espanhol de velocidade em 2018.

Após dois dias de treinos livres as qualificações revelaram o nível da competição, em especial no European Talent Cup. Com dois grupos em pista os lusos sentiram dificuldades com as condições intermédias de aderência que foram quase constantes ao longo do fim-de-semana, e acabaram por ficar ambos fora da grelha de partida para as duas corridas em agenda. Pedro Fragoso falhou o apuramento por poucas milésimas, ele que pela primeira vez enfrentou a pressão de uma prova internacional e ainda chegou a participar no ‘warm-up’ no Domingo pois era o primeiro suplente que poderia ocupar o lugar de algum piloto que se lesionasse. Kiko Maria já não rodou no Domingo.

Nas Moto2, classe onde competem igualmente as Superstock 600, Ivo Lopes impressionou logo na qualificação ao ser quinto, deixando o segundo da sua classe a mais de dois segundos e nada mais nada menos que 13 pilotos Moto2 atrás de si. No Domingo brilhou quando venceu a primeira corrida Moto2, corrida realizada com o asfalto com condições mistas e onde o piloto da Amadora mostrou toda a sua técnica de pilotagem a caminho de uma vitória com seis segundos de vantagem para os pilotos de Moto2, alguns deles com experiência de campeonato do mundo. O hino português fazia-se ouvir e Ivo Lopes tornava-se no primeiro piloto a conseguir vencer no Europeu Moto2 com uma Superstock 600.

Na segunda corrida ainda lutou nos primeiros momentos com os adversários mas acabou por perder terreno com o acumular de voltas e fechou as 18 voltas na sexta posição entre os 24 pilotos que marcaram presença no arranque do campeonato. Uma prestação de luxo que mais uma vez mostrou num grande palco internacional o potencial do campeão nacional Superstock 600.

Please follow and like us:
FIM CEV Estoril: Três lusos e uma vitória
Tagged on:     
FMP